Sagres, Vila do Bispo

Postado por: Daniele Categoria: Destaques Comentários: 0

Sagres, Vila do Bispo

Nossa viagem de Motorhome pela Europa continua. São dias de muita adaptação, saímos de 195m2 para 13m2. Nosso motorhome foi bem pensado no que era importante para “vivermos” nele, mas mesmo assim não deixa de ser um grande desafio dividir um espaço limitado em casal e com 4 cães. Além de estar sendo uma aventura, está sendo um grande aprendizado.

Chegamos ao “fim do mundo”. Sim, Sagres foi tida por muitos séculos como o fim do mundo. Fundada no século XV por D. Henrique, é aqui que teria existido a maior Escola Náutica do Mundo, a Escola de Sagres, com o objetivo de formar navegadores que estavam a serviço do infante, nacionais e estrangeiros, recebendo conhecimento de cartografia, geografia e astronomia. Mas a real existência da escola é questionada há vários anos. Muito acreditam se tratar de uma lenda.

      

Para quem já visitou a costa vicentina, vai perceber que a vila de Sagres é bem mais modesta do que a maioria. Aqui a vibe é de natureza, de surf e muita simplicidade. Isso por se tratar de um território do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, que protege Sagres de grandes construções e alterações, além de outras diretivas para proteção da fauna e da flora da região.

              

Mesmo em pleno verão, o vento é algo supreende em Sagres. Parece que ele vem de todos os lados. O que acaba por atrair muitos surfistas às praias da região.

E o que vimos por aqui???

Os penhascos altíssimos à beira mar, a esquina entre a Costa Vicentina e a Costa Sul de Portugal, onde estão as belíssimas praias do Algarve.

                                                     

Nossos passeios foram feitos de bicicleta, pelas praias de grandes falésias verticais e as construções, como o são o Farol do Cabo São Vicente e a Fortaleza de Sagres.

                

Cabo de São Vicente é o ponto mais a sudoeste de Portugal continental. Uma península rochosa formada por grandes penhascos, de onde é possível ver navios que viajam entre o norte da África e o Mar Mediterrâneo. Era aqui que os portugueses acreditavam que não havia mais nada além daquele ponto, apenas o mar, que era mesmo o fim do mundo. Foi então que surgiu o desafio dos navegadores portugueses, que em seguida vieram a descobrir o Brasil. E a Fortaleza de Sagres é um dos símbolos dessa época.

E é aqui que fica o Farol do Cabo de São Vicente, construído em 1846 em diversos momentos. É um dos faróis mais potentes na Europa e que vigia também uma das rotas com mais movimentadas do mundo.

Uma excelente pedida é o deslumbrar o pôr do sol do Cabo de São Vicente.

  

E de bicicleta seguimos até a Fortaleza de Sagres, localizada mais próxima do centrinho, também em cima de penhascos. Ela foi construída por volta de 1450, foi destruída e reconstruída durante os séculos XVI a XVIII. Daqui a vista também impressiona. Vê-se a costa rochosa que vai até o Cabo de São Vicente.

Para se programarem:

Horários:                                                           
Verão (de maio a setembro): das 9:30 h às 20:00 h
Inverno (de outubro a abril): das 9:30 h às 17:30 h

Preços:

Bilhete individual: 3 Euros / Meia entrada: 1,50 Euros (maiores de 65 anos, estudantes e deficientes). Crianças de até 12 anos não pagam. Para mais informações consultem oo site oficial

                                         

Artesanato A Mó: Entre paisagens naturais e históricas, uma parada nesta loja que é um mimo de Sagres. Fica entre o Cabo de São Vicente e a Fortaleza de Sagres.

                       

Fomos até a Praia do Beliche, uma praia abrigada dos ventos fortes de Sagres. Uma escadaria te leva até as areias dessa praia paradisíaca. Por ser verão, e por ser uma das mais procuradas pelo surf e bodyboard, estava bem movimentada, mas nada que tirasse o seu charme.

       

Fortaleza de Beliche

Já em Lagos, nossa continuação de viagem, conhecemos um casal super bacana, o Mário e a Linda, que além de nos presentearem com sua amizade, também nos levaram para conhecer um secret point da escalada. Foi um final de tarde muito especial…voltar a Sagres sem estar esperando por isso, escalar num dos lugares mais lindos, e ainda desfrutar de um silêncio absoluto ali no meio das falésias. Obrigada, amigos!!

               

Para quem quer acompanhar nosso dia a dia na estrada, estamos no Instagram @poraidecaravana

https://www.instagram.com/poraidecaravana/

Temos alguns vídeos no canal que mostram um pouco do nosso dia a dia, e este aí embaixo registrou nossa passagem por Sagres.

 

Compartilhar Post